2 Samuel 18

1 O rei Davi juntou todos os seus soldados, dividiu-os em grupos de mil e em grupos de cem e colocou oficiais para comandá-los.

2 Então mandou que saíssem em três grupos, um comandado por Joabe, outro por Abisai, irmão de Joabe ( a mãe deles era Zeruia ), e outro por Itai, da cidade de Gate. E o rei disse aos seus homens: —Eu também irei com vocês.

3 Eles responderam: —O senhor não deve ir. Se formos obrigados a fugir ou se os inimigos matarem a metade do nosso exército, isso não fará nenhuma diferença para eles. Mas o senhor vale por dez mil de nós. Será melhor que o senhor fique aqui na cidade e nos mande socorro.

4 —Eu farei o que vocês acharem melhor! —respondeu o rei. Então ficou ao lado do portão enquanto os seus soldados saíam marchando em grupos de mil e de cem.

5 Ele deu a seguinte ordem a Joabe, Abisai e Itai: —Se vocês gostam de mim, tratem o jovem Absalão com delicadeza. E toda a tropa ouviu Davi dar essa ordem a todos os oficiais.

6 O exército de Davi avançou contra os israelitas no campo e lutou contra eles na floresta de Efraim.

7 E os soldados de Davi derrotaram os israelitas. Foi uma derrota terrível: vinte mil homens foram mortos naquele dia.

8 A luta se espalhou por toda aquela região, e morreram mais homens na floresta do que no campo de batalha.

9 De repente, Absalão se encontrou com alguns dos soldados de Davi. Absalão ia montado numa mula, e, ao passar por baixo de um grande carvalho, a sua cabeça ficou presa nos galhos. A mula continuou a correr, e Absalão ficou pendurado.

10 Um dos homens de Davi viu Absalão e disse a Joabe: —Eu vi Absalão pendurado num carvalho!

11 Joabe disse: —Você viu? Então por que não o matou ali mesmo? Eu teria dado a você dez barras de prata e um cinto.

12 Mas o homem respondeu: —Mesmo que o senhor me desse mil barras de prata, eu não levantaria um dedo contra o filho do rei. Nós todos ouvimos o rei ordenar ao senhor, a Abisai e a Itai: “Se vocês gostam de mim, tratem o jovem Absalão com delicadeza. ”

13 Se eu tivesse desobedecido e matado Absalão, o rei saberia disso—ele sabe de tudo—, e o senhor não me defenderia.

14 —Não vou perder mais tempo com você! —disse Joabe. Então Joabe pegou três lanças e as enterrou no peito de Absalão enquanto ele ainda estava vivo, pendurado no carvalho.

15 E dez soldados de Joabe cercaram Absalão e acabaram de matá-lo.

16 Aí Joabe tocou a corneta a fim de parar a luta. As suas tropas pararam de perseguir os israelitas e voltaram.

17 Eles pegaram o corpo de Absalão e o jogaram numa cova funda na floresta e o cobriram com uma enorme pilha de pedras. Então todos os israelitas fugiram, cada um para a sua casa.

18 Quando ainda vivia, Absalão construiu um monumento para si mesmo no vale dos Reis porque ele não tinha nenhum filho para manter vivo o seu nome. E deu o seu próprio nome ao monumento, que até hoje é conhecido como o Monumento de Absalão.

19 Então Aimaás, filho de Zadoque, disse a Joabe: —Deixe que eu vá correndo dar ao rei a notícia de que o SENHOR Deus fez justiça, livrando-o dos seus inimigos.

20 —Não! —respondeu Joabe. —Hoje você não vai levar nenhuma boa notícia. Outro dia você poderá fazer isso, mas hoje não, porque o filho do rei morreu.

21 Então disse ao seu escravo etíope: —Vá você e diga ao rei o que viu. O escravo curvou-se diante de Joabe e saiu correndo.

22 Aimaás insistiu: —Por favor, deixe-me levar as notícias também, não importa o que aconteça. —Por que você quer fazer isso, meu filho? —perguntou Joabe. —Você não receberá nenhuma recompensa por isso.

23 —Aconteça o que acontecer, eu quero ir! —repetiu Aimaás. —Então vá! —respondeu Joabe. Aí ele saiu correndo pela estrada do vale do rio Jordão e passou na frente do escravo etíope.

24 Davi estava sentado entre o portão que dá para fora da cidade e o que dá para dentro. O vigia subiu para o alto da muralha e ficou no terraço do portão. Ele olhou para fora e viu um homem correndo sozinho.

25 Então avisou o rei. E o rei disse: —Se ele está sozinho, vem trazendo boas notícias. E o corredor veio chegando.

26 Então o vigia viu outro homem correndo sozinho e gritou para o guarda do portão: —Veja! Vem vindo outro homem correndo! —Esse também está trazendo boas notícias! —respondeu Davi.

27 O vigia disse: —Pelo jeito de correr, o primeiro homem deve ser Aimaás, filho de Zadoque! —Ele é um bom rapaz—disse o rei—e deve estar trazendo boas notícias.

28 Aimaás gritou para o rei: —Tudo vai bem! Então ajoelhou-se diante dele e encostou o rosto no chão, dizendo: —Que o SENHOR, seu Deus, seja louvado, pois lhe deu a vitória sobre aqueles que se revoltaram contra o senhor.

29 —O jovem Absalão está bem? —perguntou o rei. Aimaás respondeu: —No momento em que o seu oficial Joabe me mandou vir, eu vi uma grande agitação, porém não sei dizer o que era.

30 —Fique de lado e espere! —disse o rei. Ele ficou de lado e esperou.

31 Então o mensageiro etíope chegou e disse ao rei: —Ó rei, eu tenho boas notícias para o senhor! Hoje o SENHOR Deus lhe deu a vitória sobre todos os que se revoltaram contra o senhor.

32 —E o jovem Absalão está bem? —perguntou o rei. O mensageiro respondeu: —Eu gostaria que o que aconteceu com ele acontecesse com todos os inimigos do senhor e com todos os que se revoltam contra o senhor.

33 Então o rei ficou profundamente triste. Subiu à sala que ficava por cima do portão e começou a chorar. Ele andava para lá e para cá e gritava: —Ó meu filho! Meu filho Absalão! Absalão, meu filho! Eu preferiria ter morrido no seu lugar, meu filho!


2 Samuel 18 - Nova Tradução na Linguagem de Hoje - NTLH

Capítulos
Publicidade

Copyright © Bíblia Online 2011 - 2017