Capítulos

Números 13 - NTLH Nova Tradução na Linguagem de Hoje

1 O SENHOR Deus disse a Moisés:

2 —Mande alguns homens para espionar a terra de Canaã, a terra que eu vou dar aos israelitas. Em cada tribo escolha um homem que seja líder.

3 Do deserto de Parã Moisés enviou os espiões, de acordo com as ordens de Deus, o SENHOR. Todos eram chefes de tribos do povo de Israel.

4 São estes os seus nomes: ( Tribo- Chefe ) Rúben- Samua, filho de Zacur;

5 Simeão- Safate, filho de Hori;

6 Judá- Calebe, filho de Jefoné;

7 Issacar- Igal, filho de José;

8 Efraim- Oséias, filho de Num;

9 Benjamim- Palti, filho de Rafu;

10 Zebulom- Gadiel, filho de Sodi;

11 Manassés- Gadi, filho de Susi;

12 Dã- Amiel, filho de Gemali;

13 Aser- Setur, filho de Micael;

14 Naftali- Nabi, filho de Vofsi;

15 Gade- Geuel, filho de Maqui.

16 São esses os nomes dos homens que Moisés mandou espionar a terra. Ele mudou o nome de Oséias, filho de Num, para Josué.

17 Quando Moisés os mandou espionar a terra de Canaã, disse a esses homens o seguinte: —Vão pela região sul e subam pelas montanhas.

18 Vejam bem que terra é essa. Vejam também se o povo que mora nela é forte ou fraco, se são poucos ou muitos.

19 Vejam se a terra onde esse povo mora é boa ou ruim, se as suas cidades têm muralhas ou não.

20 Examinem também a qualidade da terra, se é boa para plantar ou não. Vejam se há matas. Tenham coragem e tragam algumas frutas da terra ( Estava na época da primeira colheita de uvas. ).

21 Assim, os homens saíram e espionaram a terra desde o deserto de Zim até Reobe, perto da subida de Hamate.

22 Eles subiram pela região sul e foram até Hebrom. Ali viviam Aimã, Sesai e Talmai, descendentes de uma raça de gigantes chamados anaquins ( Hebrom tinha sido construída sete anos antes de Zoã, no Egito. ).

23 Depois chegaram ao vale de Escol e ali cortaram um galho de uma parreira com um cacho de uvas, que dois homens carregaram pendurado numa vara. Eles pegaram também romãs e figos

24 ( Chamaram aquele lugar de “vale de Escol” por causa do cacho de uvas que eles haviam cortado ali. ).

25 Depois de espionarem a terra quarenta dias,

26 eles voltaram a Cades, no deserto de Parã, onde estavam Moisés, Arão e todo o povo de Israel. E contaram a eles e a todo o povo o que tinham visto e mostraram as frutas que haviam trazido da terra.

27 Eles disseram a Moisés: —Nós fomos até a terra aonde você nos enviou. De fato, ela é boa e rica, como se pode ver por estas frutas.

28 Mas os que moram lá são fortes, e as cidades são muito grandes e têm muralhas. Além disso, vimos ali os descendentes dos gigantes.

29 Os amalequitas moram na região sul da terra. Os heteus, os jebuseus e os amorreus moram nas montanhas. Os cananeus vivem perto do mar Mediterrâneo e na beira do rio Jordão.

30 Aí o povo começou a reclamar contra Moisés, mas Calebe os fez calar e disse: —Vamos atacar agora e conquistar a terra deles; nós somos fortes e vamos conseguir isso!

31 Porém os outros que tinham ido com ele disseram: —Não. Não podemos atacar aquela gente, pois é mais forte do que nós.

32 Assim, espalharam notícias falsas entre os israelitas a respeito da terra que haviam espionado. Eles disseram: —Aquela terra não produz o suficiente nem para alimentar os seus moradores. E os homens que vimos lá são muito altos.

33 Também vimos ali gigantes, os descendentes de Anaque. Perto deles nós nos sentíamos tão pequenos como gafanhotos; e, para eles, também parecíamos gafanhotos.


Números 13 - Nova Tradução na Linguagem de Hoje - NTLH


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com o nossa Política de Privacidade. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.